Página inicial / Infraestrutura

Fazenda Planorte

Conheça mais sobre esta Fazenda

A Fazenda Planorte (Lat. 13°56’10,276″ S e Long. 58°53’57,250″ W), com sede em Sapezal (MT), possui 23.454 hectares de área total, sendo toda ela própria. Sua área plantada na safra 2019/20 foi de 30.912 hectares. 

Onde estamos

Saiba como chegar à Fazenda Planorte

Saindo do centro de Sapezal (MT), seguir no sentido norte-sul pela rodovia Nova Fronteira por aproximadamente 23 km.

Converter à direita e depois de 5 km converter à esquerda. Seguir por mais 19 km até a sede.

Estrada Nova Fronteira s/n, Km 170. Zona Rural. Sapezal (MT). CEP 78.365-000

 



Vista Aérea da Fazenda Planorte


Uma Fazenda certificada

Certificação ISO 45001

Certificação ISO 14001

Certificação NBR 16001

 

Certificação ISO 9001

Histórico, projetos e pesquisa

Histórico

A Fazenda Planorte iniciou suas atividades na safra 1993/94. Nesta época plantava apenas soja. Hoje planta soja, algodão, milho e integração lavoura pecuária. Na estrutura inicial, havia apenas a sede onde ficavam os colaboradores. Hoje, a Fazenda conta 170 colaboradores fixos e até 320 com safristas em determinadas épocas do ano, possui 60 ha na sede I e 33 ha na sede II, tendo escritório, barracões, algodoeira, armazém etc.

Projetos Sociais

Anualmente na semana da SIPATR, os colaboradores da Fazenda fazem arrecadação de alimentos não perecíveis, montam cestas básicas e distribuem essas cestas para a Pastoral da Criança de Sapezal e para as famílias carentes da mesma cidade. Em 2017 a Fazenda implementou o Espaço de Inclusão Digital, democratizando o acesso à tecnologia e educação a distância, levando os colaboradores para a era digital e do conhecimento.

Pesquisa

A área de pesquisa da Fazenda Planorte ocupa mais de 160 ha destinados a estudos aplicados com as culturas do algodão, soja e milho. Atualmente existem ensaios em que é avaliada a resposta das culturas ao manejo de fertilizantes potássicos, o manejo de solo e coberturas, assim como a utilização de fertilizantes foliares em algumas culturas. São de suma importância também os estudos realizados para definição de épocas de semeadura e adaptabilidade/estabilidade de genótipos nas culturas de interesse comercial.