Milho

A produção brasileira de milho é a terceira maior do mundo, com incrementos de produtividade nas últimas 10 safras de 2,4% ao ano (USDA). A área de milho cultivado em 2ª safra representa 74% (safra 19/20 CONAB relatório Set/20) da área e 73% da produção nacional. Essa evolução é possível devido à introdução de tecnologias de produção em clima tropical. A SLC Agrícola tem um papel fundamental nesse processo, sendo reconhecida com o troféu destaque na produção de milho há mais de 10 anos. O milho é a base energética da alimentação de aves, suínos e bovinos, além de ser destinado à alimentação humana. O milho tem papel fundamental para a nossa rotação de culturas, pois produz uma grande quantidade de palha que auxilia na proteção do solo, na reciclagem de nutrientes e no incremento de matéria orgânica no solo.

Como produzimos o nosso milho

Conheça nosso modelo de produção

Planejamento Agrícola

O milho é planejado devido aos seus benefícios agronômicos e faz rotação com soja e algodão. Tem papel fundamental na diluição dos custos fixos das fazendas, principalmente onde ele é cultivado em 2ª safra, nos estados de MT, de MS e do MA. O planejamento de insumos leva em conta a expectativa de produção para cada época de semeadura, visando obter o melhor custo/benefício, e as decisões sobre os híbridos que serão plantados ocorre com base no nosso banco de dados de pesquisa e conforme as biotecnologias identificadas como necessárias para o sistema de produção.

Preparo, semeadura e manejo

O sistema de semeadura direta representa 100% da área cultivada com milho da SLC Agrícola, que é semeada logo após a colheita da soja. Os manejos realizados no milho dependem da expectativa de produção para cada lavoura e do monitoramento de pragas e doenças (MIP/MID), que possibilita direcionar os esforços e realizar os manejos de forma racional.

Colheita

O milho é colhido durante os meses de junho e julho nas fazendas que possuem 2ª safra. As máquinas utilizadas são as mesmas que realizam a colheita de grãos, mudando somente a plataforma de recolhimento das espigas.

Beneficiamento e armazenagem

O processo de beneficiamento e armazenagem do milho se inicia com o recebimento no armazém, seguido pela pré-limpeza do grão, pela secagem, pelo armazenamento e pela posterior expedição do grão armazenado.

Como chegamos até você

O ciclo produtivo da cultura do milho se inicia pela análise de mercado, na qual é definida a área a ser plantada. Posteriormente, são definidas as lavouras e todo o planejamento da cultura e a execução das atividades agrícolas necessárias. Depois de colhido, o milho em grão é armazenado na fazenda até ser comercializado para clientes do mercado interno e externo. O destino final do milho é como principal componente energético de rações para aves, suínos e bovinos, no processo de produção de carnes, destinadas à alimentação humana. Somente uma parcela menor do volume produzido de milho é utilizada diretamente na dieta humana, como farinhas, óleos, adoçantes, macarrão e biscoitos, entre outros alimentos em que o milho é componente.

Preços do milho no mercado internacional x Brasil

No cenário internacional, os preços de milho no segundo trimestre de 2021 foram marcados por uma correção oriunda do mercado de clima norte-americano (melhora na condição hídrica), embora a seca ainda seja um fator a ser monitorado. No Brasil, no entanto, houve mais suporte devido a dinâmica de oferta e demanda local.

Produção x consumo no mundo

No cenário mundial, a diferença entre oferta e demanda deverá apresentar um volume de 22,5 milhões de toneladas de produção superior ao consumo, após quatro ciclos consecutivos em condições de déficit.

Safra 2020/21

A nossa estimativa atual de produtividade para o milho safra 2020/21 é 6.065 kg/ha, cerca de 19,8% inferior ao orçado inicialmente, reflexo do atraso no plantio e consequentemente perda de potencial produtivo.

 

  • 106.505 ha (2º safra estimada 2020/21 (vide Release 1T21)