Milho

A produção brasileira de milho é a terceira maior do mundo, com incrementos de produtividade nas últimas 10 safras de 6,8% ao ano. A área de milho cultivado em 2ª safra representa 62% da área e 65% da produção nacional. Essa evolução é possível devido à introdução de tecnologias de produção em clima tropical. A SLC Agrícola tem um papel fundamental nesse processo, sendo reconhecida com o troféu destaque na produção de milho há mais de 10 anos. O milho é a base energética da alimentação de aves, suínos e bovinos, além de ser destinado à alimentação humana. O milho tem papel fundamental para a nossa rotação de culturas, pois produz uma grande quantidade de palha que auxilia na proteção do solo, na reciclagem de nutrientes e no incremento de matéria orgânica no solo.

Como produzimos o nosso milho

Conheça nosso modelo de produção

Planejamento agrícola

O milho é planejado devido aos seus benefícios agronômicos e faz rotação com soja e algodão. Tem papel fundamental na diluição dos custos fixos das fazendas, principalmente onde ele é cultivado em 2ª safra, nos estados de MT, de MS e do MA. O planejamento de insumos leva em conta a expectativa de produção para cada época de semeadura, visando obter o melhor custo/benefício, e as decisões sobre os híbridos que serão plantados ocorre com base no nosso banco de dados de pesquisa e conforme as biotecnologias identificadas como necessárias para o sistema de produção.

Preparo, semeadura e manejo

O sistema de semeadura direta representa 100% da área cultivada com milho da SLC Agrícola, que é semeada logo após a colheita da soja. Os manejos realizados no milho dependem da expectativa de produção para cada lavoura e do monitoramento de pragas e doenças (MIP/MID), que possibilita direcionar os esforços e realizar os manejos de forma racional.

Colheita

O milho é colhido durante os meses de junho e julho nas fazendas que possuem 2ª safra. As máquinas utilizadas são as mesmas que realizam a colheita de grãos, mudando somente a plataforma de recolhimento das espigas.

Beneficiamento e armazenagem

O processo de beneficiamento e armazenagem do milho se inicia com o recebimento no armazém, seguido pela pré-limpeza do grão, pela secagem, pelo armazenamento e pela posterior expedição do grão armazenado.

Como chegamos até você

O ciclo produtivo da cultura do milho se inicia pela análise de mercado, na qual é definida a área a ser plantada. Posteriormente, são definidas as lavouras e todo o planejamento da cultura e a execução das atividades agrícolas necessárias. Depois de colhido, o milho em grão é armazenado na fazenda até ser comercializado para clientes do mercado interno e externo. O destino final do milho é como principal componente energético de rações para aves, suínos e bovinos, no processo de produção de carnes, destinadas à alimentação humana. Somente uma parcela menor do volume produzido de milho é utilizada diretamente na dieta humana, como farinhas, óleos, adoçantes, macarrão e biscoitos, entre outros alimentos em que o milho é componente.

Preços do milho no mercado internacional x Brasil

Apesar da queda do preço no mercado internacional em 2015, a desvalorização do real frente ao dólar aumentou o preço do milho em reais no mercado brasileiro e permitiu volume expressivo de vendas, principalmente para o mercado externo, enxugando ainda mais a oferta doméstica. Essa combinação de preços e exportação aumentou significativamente sua competitividade do Brasil no mercado mundial de milho.

Produção do milho no Brasil

O Brasil mais do que dobrou a produção de milho nos últimos 10 anos. Na safra 2014/15, produtores novamente reduziram a área de milho primeira safra em 5,7% e aumentaram a área de segunda safra em 3,7%. No somatório das duas safras, o resultado foi uma redução marginal de 0,3% no milho em 2015. Porém, com o incremento de produtividade de 6,8% no ano, a produção quebrou um novo recorde e alcançou 85,2 milhões de toneladas.

Produção x consumo - mundo

A demanda mundial de milho cresceu 3,3% ao ano nos últimos 10 anos, puxada principalmente pelo aumento da produção e do consumo de carnes de frango e suína e pelo uso para fabricação de biocombustíveis. Na safra 2015/16, o consumo deverá atingir 976 milhões de toneladas. Devido à redução de área e a problemas climáticos, a produção mundial deverá se reduzir 3,5%, para 973 milhões de toneladas, em 2015/16.

Safra 2015/16

A produtividade do milho cultivado em 1ª safra foi de 7.774 por hectare. A reduzida quantidade de chuvas em abril e maio limitou o potencial produtivo do milho. Em função disso, nossa estimativa de produtividade foi reduzida para 5.378 kg por hectare.

  • 1.294 ha (1ª safra)
  • 7.774 kg/ha (1ª safra)
  • 65.681 ha (2ª safra)
  • 5.378 kg/ha (2ª safra)