Página inicial / Infraestrutura

Fazenda Perdizes

Conheça mais sobre esta Fazenda

A Fazenda Perdizes (Lat. 11°38’26,718″ S e Long. 56°15’39,964″ W) situada em Porto dos Gaúchos, Mato Grosso (MT), possui 42.181 hectares de área total, sendo 28.893 ha próprios e 13.288 ha próprios da LandCo, tendo sua operação conjunta com a Mitsui na SLC-Mit. Sua área plantada na safra 2019/20 foi de 26.295 ha. 

Onde estamos

Saiba como chegar à Fazenda Perdizes

Saindo do centro de Sinop (MT) pela rodovia pavimentada BR-163 (sentido Sul – Norte), seguir por aproximadamente 20 km, converter à esquerda na rodovia MT-220 e percorrer aproximadamente 90 km até chegar à Fazenda, que fica ao lado esquerdo da rodovia. A sede encontra-se a 2,7 km.

Estrada MT 220, s/n, Km 110. Zona Rural. Porto dos Gaúchos (MT).  CEP 78.560-000

 



Vista Aérea da Fazenda Perdizes


Histórico, projetos e pesquisa

Histórico

A Fazenda Perdizes foi adquirida em 2012. Antes da aquisição, a Fazenda operava com grãos e pecuária. Desde que a SLC Agrícola assumiu a Unidade, foram feitas diversas melhorias na infraestrutura e hoje em dia, planta-se soja e milho safrinha. A partir da safra 2014/15 a Fazenda passou a ser operada pela Joint Venture com o Grupo Mitsui (SLC-Mit), apesar da terra continuar pertencendo à SLC Agrícola.

Projetos Sociais

Atualmente, todos os projetos sociais desenvolvidos pela Fazenda Perdizes na região se concentram na Vila de Americana do Norte. As ações buscam auxiliar a escola municipal e estadual e estão vinculadas ao apoio em festas tradicionais da vila e a auxílios em transportes para eventos com as crianças das escolas.

Pesquisa

A área de pesquisa da Fazenda Perdizes fica localizada no município de Porto dos Gaúchos – MT e ocupa 76 ha com ensaios para as culturas da soja, milho, algodão e girassol.  São de suma importância os estudos realizados com a cultura do algodão, dentre eles definição de épocas de semeadura e adaptabilidade/estabilidade de genótipos. As respostas das culturas ao manejo de fertilizantes nitrogenados e potássicos também vêm sendo testadas.