Página inicial / Infraestrutura

Fazenda Planeste

Conheça mais sobre esta Fazenda

A Fazenda Planeste (Lat. 08°33’17,078”S e Long. 46°51’34,477”W), situada em Balsas, Maranhão (MA), possui 43.451 hectares de área total, sendo, 22.806 hectares próprios da LandCo e 20.645 hectares arrendados. Sua área plantada na safra 2019/20 foi de 59.089 hectares.

Onde estamos

Saiba como chegar à Fazenda Planeste

Saindo do centro de Balsas (MA) pela rodovia pavimentada MA-140 no sentido Campos Lindos (TO), seguir por aproximadamente 67 km. Converter à esquerda na rodovia MA-007 rumo à comunidade denominada Vila Batavo e seguir por cerca de 130 km. Chegando à Vila Batavo, virar à direita na estrada de acesso da Fazenda e seguir mais 14 km, chegando à sede.

Rodovia MA 140, s/n. Km 200. Balsas (MA). CEP 65.800-000



Vista Aérea da Fazenda Planeste


Uma Fazenda certificada

Certificado ISO 45001

Certificado ISO 14001

Certificado NBR 16001

Certificado ISO 9001

Histórico, projetos e pesquisa

Histórico

A Fazenda Planeste está sediada a 220 km do município de Balsas (MA), sul do Maranhão. Iniciou suas atividades em 30/10/1997, em um “barracão” de madeira, dividido em alojamento para os colaboradores, refeitório, manutenção, almoxarifado e banheiro coletivo. Na época, não havia energia elétrica na Unidade. Havia apenas 30 colaboradores, plantava-se soja e fazia-se cobertura de milheto. Hoje, a Fazenda possui 265 colaboradores, três sedes e planta algodão, soja e milho.

Projetos Sociais

A Fazenda atende a instituições como a creche Pingo de Gente, que fica na própria Fazenda bem como as escolas das comunidades circunvizinhas à Fazenda. Vila Batavo (Escola Padre Fábio Bertagnolli), Povoado Porto Isidoro (Escola Família Rio Peixe) e Povoado Ferreira (Escola Dom Diego Parodi). Atendendo mais de 300 alunos. Além de projetos de conscientização da própria comunidade.

Pesquisa

A Fazenda Planeste dispõe de uma área de aproximadamente 174 ha destinados a ensaios de campo onde são avaliados o comportamento e a resposta das culturas agrícolas a tratos culturais, controle de pragas, doenças e plantas daninhas, assim como a avaliação contínua de cultivares e biotecnologias disponíveis no mercado. A resposta das culturas ao manejo de fertilizantes potássicos também vem sendo testadas.